Depressão / Melancolia

Tornou-se comum dizer que alguém está “deprimido” quando está triste ou sem vontade de fazer as coisas. No entanto, a depressão vai muito além destes sintomas que também fazem parte da vida de todos. Em situações diversas, como crises conjugais, desemprego, doenças na família, entre outros, a oscilação de humor e a presença destes sintomas são considerados normais, porém, dentro de um determinado período de tempo e da possibilidade do indivíduo retomar sua vida anterior.
 
Quando estes sentimentos persistem ao longo do tempo e não mostram relação com qualquer causa externa, muito provavelmente o diagnóstico de depressão é real. Dentre alguns sintomas persistentes nos quadros de depressão, destacam-se a apatia, a falta de vontade de reagir, o isolamento, a dificuldade de começar alguma tarefa, o sentimento de angustia, pensamentos negativos, alterações no humor, no apetite e no sono, dores no corpo e fraqueza.

 

Quem está efetivamente com depressão não tem condições de livrar-se dela sozinho, sem um tratamento adequado. É importante ressaltar que não se trata de uma fraqueza; a pessoa não tem culpa por estar assim. Trata-se de uma doença que precisa ser tratada o quanto antes para não influenciar negativamente a sua vida, pois ela afeta pensamentos e atitudes.

 

As causas da depressão são diversas, podendo ser desencadeadas por questões psicológicas, circunstanciais e biológicas, isoladas ou combinadas entre si como, por exemplo, estresse intenso, perdas significativas, doenças crônicas ou psiquiátricas, consumo de drogas ou álcool.

 

A Melancolia caracteriza-se por ser um estado mental depressivo sem causa ou circunstância específica. Considerada um estágio mais extremo de depressão, com sintomas que podem ser muito parecidos, o sofrimento se assemelha muito ao vivenciado no luto, mas sem o contexto real da perda; o melancólico tem uma perda de “algo” interno, desconhecido. O sofrimento na melancolia é muita intensa e pode se manifestar de diversas formas, sendo fundamental um diagnóstico diferencial para um tratamento adequado.

 

Informativos

Receba notícias, convites de palestras / eventos e mais informações em seu e-mail: