Traumas

Termo utilizado para designar situações e/ou experiências realmente acontecidas e que ultrapassam a possibilidade de defesa e reação do indivíduo. Por esta característica, as situações traumáticas são geradoras de intensa repercussão emocional, pois estão relacionadas a sensações e sentimentos de ameaça à integridade física ou mental. Eventos traumáticos podem acometer qualquer ser humano e, dependendo de sua gravidade e intensidade, deixam suas marcas pela vida toda.

 

Em alguns casos, se desenvolve uma situação que é conhecida com o nome de estresse pós-traumático, o qual se forma devido ao medo constante de que a situação traumática se repita. A lembrança repetida do evento traumático, a vivência de intensas reações emocionais frente a estímulos que lembrem o trauma, a permanência de um estado de alerta e vigilância, bem como, sentimentos de desconfiança, dificuldade em concentrar-se, insônia e constante sobressalto, são algumas reações básicas e características da situação de estresse pós-traumático. Neste contexto, a manifestação de sintomas e sinais de depressão, de ansiedade e de pânico, são frequentes.

 

Em geral, os sintomas não surgem necessariamente logo após o evento, podem levar meses. O intervalo mais comum entre a ocorrência do evento traumatizante e o início dos sintomas é de três a seis meses.

 

Entre os Diagnósticos e Tratamentos preconizados, a psicoterapia, quando associada com medicamentos antidepressivos, tem dado mostras de que o tratamento do transtorno pós-traumático pode evoluir de forma satisfatória.

 

Informativos

Receba notícias, convites de palestras / eventos e mais informações em seu e-mail: